Você já começou a fazer o plano de marketing da sua marca? Então confira nosso checklist e faça suas anotações!

Para ajudar nessa árdua tarefa, preparamos um checklist completo que poderá guiar o seu planejamento de marketing. Confira nossas sugestões e anote o que você pode fazer para potencializar as ações de marketing de sua marca.

Checklist do plano de marketing

1. Definir os objetivos da sua marca

O primeiro passo para desenvolver um bom plano de marketing é pensar nos objetivos que a sua empresa deseja alcançar. Vale lembrar que os objetivos podem ser variados:

  • Vender mais;
  • Atrair mais clientes;
  • Fidelizar o público;
  • Aumentar a visibilidade da empresa;
  • Se tornar autoridade na área, entre outros.

Cada um desses objetivos, por mais complementares que pareçam, pedem por ações de marketing distintas e alinhadas. Assim, o plano de marketing deve mapear tudo o que é necessário para alcançar esses objetivos. Também, é neste documento que deverá estar escrito:

  • Quais são os resultados esperados?
  • Quando eles devem ser alcançados?
  • Quando investimento deverá ser feito?

Essas questões já auxiliam a empresa a saber para onde olhar e qual caminho trilhar.

2. Se dedicar ao site, blog e e-commerce

Site, blog e e-commerce são três coisas diferentes, porém, complementares. Empresas que atuam de maneira completa no mundo digital oferecem essas três páginas:

Site:

O site é endereço virtual da sua página. Nele, devem constar informações atualizadas e relevantes sobre a sua marca. E-mail e telefone de contato, endereço, perguntas frequentes (FAQ), sobre, explicar o que é o seu produto/serviço, entre outros.

Blog:

O blog é o local para compartilhar os conteúdos relevantes e educativos produzidos pela sua marca. Assim, seguindo as regras de SEO, o material do blog é o grande responsável por atrair visitantes e fazer com que eles criem um relacionamento de confiança e credibilidade com a sua empresa.

Também, é um ótimo canal para explorar os diferenciais da sua empresa e mostrar, de maneira sutil, que você sabe quais são as principais necessidades, carências e desejos do seu cliente. Ainda, compreende as oportunidades do mercado e está pronto para atendê-las. Para funcionar de maneira efetiva, seu blog deve ser atualizado com frequência, sempre com conteúdos únicos e relevantes.

– Complemente a leitura com: Como montar um blog? Siga nosso passo a passo

E-commerce:

O e-commerce é a sua loja virtual. Então, se você irá comercializar produtos ou serviços via internet, é importante investir em um bom e-commerce. Para uma boa loja virtual os produtos deverão contar com boas descrições e fotos dos produtos, rapidez no carregamento, aceitar várias formas de pagamento, entre outros.

– Veja também: 5 estratégias de vendas online para e-commerce

3. Marcar presença nas redes sociais

As redes sociais também devem fazer parte do seu plano de marketing. Elas são amplamente utilizadas pelo público, geram grande alcance de marca e permitem uma comunicação dinâmica e eficaz com os clientes.

Para aproveitar todas as funcionalidades de cada rede é importante conhecer desenvolver um planejamento específico e assertivo para cada uma. Isso acontece porque cada rede possui suas particularidades. A linguagem a ser utilizada, a frequência de postagem, o horário das publicações e o formato do material devem ser previamente estudados.

Também, é fundamental que você conheça muito bem o seu público. Somente assim compreenderá quais são as redes em que ele está presente e a melhor forma de se comunicar com ele.

– Você pode se interessar por: 7 ferramentas de redes sociais que vão ajudar no gerenciamento da sua página

4. Fortalecer o relacionamento com o público

Independentemente dos seus objetivos, é fundamental que a sua marca foque no relacionamento com o público. A utilização de blog e redes sociais auxiliam nesse processo. Porém, as ações de relacionamento precisam ir muito além disso.

Assim sendo, destaque essa parte no seu plano de marketing e pense em como criar laços com seus prospects, leads e clientes. Nesse cenário, podem ser utilizados outros canais de comunicação.

O e-mail, por exemplo, assume um papel importante nessa comunicação. É por meio desse canal que você poderá enviar newsletters, desenvolver campanhas especiais de e-mail marketing, promoções, enviar materiais ricos, formulários a serem respondidos, entre outros.

Também, é possível utilizar SMS, WhatsApp e ligações telefônicas para o fortalecimento do relacionamento com o público. Tudo isso depende de você saber muito bem quem é o seu destinatário.

– Para acertar em cheio na comunicação, desenvolva a sua persona ideal. Veja como: Persona: qual a importância e como definir a da sua marca

5. Utilizar ferramentas para acompanhar e monitorar seus resultados

A tecnologia deve ser muito bem explorada pela sua marca. Assim sendo, ela merece destaque especial no seu checklist do plano de marketing.

Isso acontece porque existem ferramentas e plataformas tecnológicas específicas para todas as áreas de atuação. Elas automatizam os processos e diminuem as chances de falha. A nossa dica é que você dedique um tempo para conhecer e verificar quais são importantes para alcançar os objetivos da sua empresa.

Mas quais ferramentas buscar? Selecionamos algumas áreas que podem ter a produtividade aumentada de maneira brusca quando acompanhadas por ferramentas eficientes. São elas:

– Contar com uma boa ferramenta de CRM. Ela auxilia a sua marca a conhecer e saber melhor quem são seus clientes;

– Usar ferramentas para a produção de conteúdo;

– Usar uma ferramenta de automação para o envio e acompanhamento dos e-mails;

– Buscar por ferramentas de gestão, métricas e acompanhamento dos resultados dos seus indicadores.

Por fim, é fundamental investir em um bom plano de marketing. Acreditamos que a utilização desse checklist pode ajudar você a se organizar e montar um bom guia.

Terminou de ler o texto, mas ficou com alguma dúvida para começar a fazer seu planejamento? Então entre em contato conosco e saiba como podemos ajudar a sua marca a alavancar os resultados.

Produção de conteúdo